Feeds:
Artigos
Comentários

Informações pro verão

Putz, fim de ano é uma loucura. To meio sem tempo de ir atrás de conteúdo e tal… Mas sempre que der, vou tentar atualizar.

Eu acompanho o @heinekenbr no twitter, inclusive indico pra quem usa o micro blog. Lá, todo dia eles dão dicas e compartilham informações interessantes a respeito de cerveja. Outra coisa bacana é que a Heineken patrocina os principais – e mais legais – eventos, como por exemplo o Rock In Rio, que vai acontecer no ano que vem, na cidade do Rio de Janeiro. Então eles estão sorteando alguns ingressos para o evento.
Pra participar é só acompanhar o @heinekenbr, prestar atenção nas perguntas e na sexta-feira lançar as respostas em um único tweet. Bacana, né? Pra mais informações, procurem a Heinkene no facebook e curtam a página pra receber as notícias.

Agora, outra notícia legal que eu vi no twitter.
Legal não, interessante.

No verão o consumo de cerveja aumenta de forma considerada. Outra coisa que aumenta no verão é a população de mosquitos.
Mas e daí, o que tem a ver?
Segundo uma pesquisa realizada por cientistas australianos – terra da tooheys news – mosquitos e pernilongos preferem o sangue de pessoas que consomem a bebida.
“Desconsiderando características individuais de cada voluntário, a cerveja aumentou consistentemente a atratividade aos mosquitos”, escreveram os autores do estudo.

Como eu sei que ninguém vai deixar de beber cerveja por causa disso, a dica é comprar um bom repelente.
E boa sorte com as picadas.

Um bom fim de semana, confrades.
Abs, Júlia.

“Good beer. No shit.”

O título deste post é o slogan da cervejaria Flying Dog. Deu pra notar que irreverência é apenas um ingrediente dessa mistura de provovações e cerveja.

Idealizada em 1953, por George Stanahan – um jovem bem afortunado – amigo do jornalista e autor Hunter S. Thompson.

Mas, o mais interessante dessa cervejaria, são os rótulos. Diferentes de tudo que tu ja viu na vida, foram criados pelo artísta britânico Ralph Steadman (procura no google imagens, é super bacana o trabalho do cara), que foi apresentado ao Geroge pelo Hunter. Os rótulos apresentam animais, ou algo assim, bem… exóticos.

Nota de rodapé: O jornalista Hunter ficou conhecido por criar o hoje difundido “jornalismo Gonzo”, um estilo de literatura, que combina extravagância, reportagem investigativa e contra-cultura numa personalidade excêntrica. O termo “gonzo” seria uma gíria irlandesa para designar o último homem de pé após uma maratona de bebedeira.

Sobre a cerveja… Bom, experimentem. É interessante. Se não valer a pena os R$ 22 reais investidos (em média), descola o rótulo e começa uma coleção.

Tim tim, Júlia.

Dia das Crianças!

Mas e o que isso tem a ver com cerveja?
Tem a ver que eu, uma criança grande, ganhei isso hoje:

É uma strong gold ale. Assim que eu experimentar, eu falo como é.

Uma boa semana, prost!

Voltaremos…

Confrades! Desculpem por não estar atualizando aqui…

Estou muito ocupada degustando algumas cervejas para em breve trazer novidades!
Enquanto não volto a atualizar, estou preparando a segunda parte do post sobre copos, porque é um assunto bastante extenso, apesar de não parecer… Vou voltar com mais informações sobre os tipos de cervejas, notícias sobre cerveja e voltaremos com mais cervejas!
Enquanto isso, bebam com moderação…
Um abraço, Júlia

Mais uma vez, BrewDog

Lembram da BrewDog? Uma cervejaria que gosta de chamar a atenção, seja com uma cerveja com um altíssimos teor alcóolico ou com rótulos criativos, dessa vez foi longe demais.
Eles criaram a cerveja The End of History (O Fim da História).

Preciso falar algo? Bom, a garrafa que vem com um animal empalhado, custa 500 libras (cerca de R$ 1350 reais).
Entre os animais usados estão sete mustelídeos, quatro esquilos e uma lebre. A cervejaria alega que todos os animais morreram de causas naturais e não foram caçados.
E é óbvio que isso ia gerar uma baita polêmica:
Duas entidades escocesas, uma de proteção aos animais e outra de combate ao alcoolismo.

A Advocates for Animals diz que a ideia de se usar animais mortos como garrafas é “perversa”.

“É sem sentido e é completamente negativo usar animais mortos, quando nós gostaríamos de celebrar animais vivos”, disse à BBC a diretora da Advocates for Animals, Libby Anderson.

“É uma forma errada de se pensar em animais. As pessoas deveriam aprender a respeitar os animais, em vez de usá-los como um truque idiota de marketing. Eu espero que as pessoas não joguem fora 500 libras em algo tão macabro.”

E por aí vai…
E vocês, o que acharam?

(fonte: http://www.terra.com.br)
___________________________________________

Bom final de semana, bebam com inteligência!
Júlia.

Cerveja e Publicidade

Na segunda-feira passada, dia 12, participei de uma palestra (que estava mais para bate-papo) com o cineasta Zé Pedro, o jornalista Túlio Milman e com o burgomestre Sady.

O assunto em questão? Cerveja e publicidade. Foi falado sobre leis, inclusive a tal lei seca nos estádios e em como isso pode afetar a copa de 2014.

Durante a conversa, tivemos a degustação de algumas cervejas do grupo Heineken:
Começamos com a Amstel Pulse. Uma cerveja leve, bem gostosa e suave.
Após, tivemos a harmonização de uma Heineken. Acho que não é nescessário falar da heineken, pois todos a conhecem.
E por fim, tivemos chope da Xingu. As cervejas de malte torrado não são as minhas favoritas, mas apesar de escura, é uma cerveja com um gosto suave.

Voltando a parte da publicidade, o Zé Pedro mostrou alguns comerciais dos quais ele participou da criação. Entre eles, este da skol.

O Sady mostrou algumas outras propagandas, entre elas, está da Birra Moretti free alcohol.

Por fim, o Túlio mostrou uma propaganda da Heineken.

E é isso aí.
Um abraço aos cervejeiros que la estavam presentes.
____________________________________________
Um brinde ao dia do amigo! (20/07)
Cheers!

Dia do Rock!

(fonte @heinekenbr)